Com a cidade cheia de lama, prefeito de Maricá vai de pedalinho ao protesto

PEDAL3

RIO DE JANEIRO – A cidade de Maricá ficou alagada depois da forte chuva que caiu semana atrás, desabrigando mais de 600 famílias. O conjunto habitacional Carlos Mariquella faz parte do programa Minha Lama, Minha Vida. Ele foi construído às pressas, em cima de um pântano, para Dillma poder inaugurar, há oito meses.

Fora isso, milhares maricaenses perderam casas, automóveis e demais pertences, e correm o risco de sofrerem ainda mais com o mosquito da dengue:

– E daí? Pelo menos nós temos show de graça aqui – disse um dos cinco mil comissionados encostados na prefeitura, que não quis se identificar.

O prefeito petista participou do protesto ontem contra a Rede Globo – que acordou a tempo e agora não quer mais nada com as elites vermelhas, ou assim parece.

Coacoá (sim, esse é o nome dele) chegou de pedalinho à orla de Copacabana protestando desta forma também contra a mídia burguesa que revelou o sítio de Brahma da Silva, o chefe da facção.

– Eu vim nesse pedalinho de cisne só para mostrar a vocês que é normal um líder e herói do povo ter pedalinho em sítio dado de presente por empreiteiras amigas.

O prefeito, que está inelegível pela justiça, ainda colocou um abacaxi na cabeça para poder aparecer mais um pouquinho.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s