Lulla se recusa a depor e diz que sítio foi presente de amigo oculto

LULAFAZCHURRASCONOSITIO

ATIBAIA (SP) – Advogados de defesa do ex-presidente e ministrante de palestras invisíveis Brahma da Silva entraram com pedido na justiça para poupá-lo de ir ao Ministério Público dar depoimento como intimado. Inicialmente, Brahma negava ser dono do sítio em Atibaia e do tríplex de Guarujá.

Mas, diante de provas irrefutáveis, sua linha defesa agora é de que “ganhou os imóveis de uns amigos”. Para a Polícia Federal, entretanto, o líder dos pobres tem de explicar e provar as palestras que ministrou, e como amealhou 27 milhões de reais, além de outras lacunas que envolvem campanhas eleitorais e a prisão de João Sacana.

– Brahma ganhou o sítio e o tríplex de um amigo oculto, no natal do ano passado. Quem nunca participou de amigo oculto nesse país? – comentou um de seus advogados.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s