João Santanás: “Botar Dillma na bicicleta e pagar jornalistas para chamar ‘crime’ de ‘pedalada’ foi um bom marketing”

SANTNAS

BRASÍLIA – Nas próximas operações da Lava-Jato o marqueteiro responsável pela eleição de Dillma deverá ser chamado a depoimento no Mistério Público Federal. Um advogado desconhecido abriu processo contra Santanás por “crime de irresponsabilidade cívica”.

Os procuradores do Mistério Público analisam a jogada de marketing em que João mandou que Dillma andasse de bicicleta espalhando nas redes sociais e pela grande imprensa a palavra “pedalada”, para que suavizasse o termo “crime”, que foi o que aconteceu – crime de responsabilidade.

Seguidores do blog “Pedalada é o K-7” prometem ir às ruas para manifestar apoio aos procuradores:

– “Pedalada é o K-7. Foi crime mesmo. A grande imprensa trabalha para suavizar os fatos a fim de que eles cheguem doces aos ouvidos da justiça – disse C.S.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s