Lulla cita o filósofo Sócrates: “só sei que nada sei”.

socrateslula

Vai chegando a hora de o consultor internacional de empresas trotskistas Louis Ignorantius Brahma da Selva dar conta do patrimônio que juntou ao longo desses anos representando a classe trabalhadora. “Trabalhei dia e noite, fiz hora-extra, sábado e domingo, sem férias, por isso enriqueci em 13 anos” – Brahma desabafa. Em palestras internacionais, ele tem faturado 23 mil reais por minuto, segundo a revista Veja Só.

Indagado pela imprensa sobre como sua família enriqueceu da noite para o dia, Brahma ficou pálido (foto) e gaguejou:

– Eu já tenho a língua presa, e a oposição quer prender o resto do meu corpo…

Seus advogados seguirão uma linha de defesa baseada na alta filosofia da Grécia Antiga, invocando o paradoxo socrático. Filhos, netos, noras, tios, primos e tataravós de Lulla estão aparecendo na lista da corrupção e também se utilizarão do argumento filosófico.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s