Hospital Dr. Che Guevara, em Maricá, terá “paredón” para pacientes terminais

HospCheguevara. jpg

O projeto do prefeito Uóxinton Coá-coá prevê a construção de um hospital que homenageie um assassino que levou muitas centenas de opositores ao paredón, na República Democrática de Cuba. O anúncio da construção do hospital acontece em ano eleitoral, mas a justiça nada fala a respeito disso.

A cidade de Maricá (RJ) ficou conhecida nacional e internacionalmente em 2011, quando a revista VEJA e a Folha de São Paulo denunciaram a ingerência do mensaleiro José Dirceu na cidade. Segundo as denúncias, Dirceu busca o privilégio do contato interno da prefeitura petista para montar sua firma de consultoria, assim como Palocci montou em Campinas.

Maricá recebe milhões em royalties de petróleo, mas a população não vê o dinheiro aplicado na cidade. O dinheiro tem servido para pagar a remuneração de milhares de militantes comissionados.

O hospital Dr. Che Guevara será construído com o pagamento da cota única do IPTU, mas parte da população quer pagar o IPTU somente em 2017, para não ajudar o prefeito a fazer caixa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s