Dillma, no comício da CUT: “quem tem moral para questionar o meu mandato?”

PLATEIALEVANTAMÃO

A presidente disso que aí está (chamemos Brasil, para facilitar) fez ontem um discurso exaltado sobre o volume morto do seu governo. O comício da CUT reuniu os demais movimentos sociais que mamam nas tetas governamentais, e dessa vez mais gente compareceu: “o pão-com-mortadela já foi liberado para consumo próprio pelo STF” – explicou o presidente do Partido das Tetas (PT), Ruim Facão.

Dillma insiste em inverter as coisas. “Golpe dá quem se elege com urnas fraudadas da Smartmatic” – comentou Aérço Naves, líder do Partido do Socialismo Disfarçado Brasileiro (PSDB), ontem, em seu blog.  Com 40 bilhões de reais em pedaladas fiscais reclamados pelo TCU, a ex-guerrilheira apela para um argumento no mínimo infantil: “os outros governos também fizeram isso”.

Com 95% de rejeição, o governo sobrevive respirando por aparelhos – órgãos aparelhados pela militância profissional. “Precisamos arrastar a situação até 2018 e papar o resto do tacho” – afirmou o senador Renão Calleiros. O parlamentar trabalha na empresa PMDB S/A, que atua no setor de compra e venda de cargos ministeriais.

No clímax do discurso de ontem, Dillma perguntou à plateia (foto) se havia alguém com moral de questionar o seu mandato conquistado legitimamente com as urnas da Smartmatic.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s