Defensor de Dillma ameaça atacar com garfo

garfogiga

A militância não está aguentando ver o PT (Partido dos Talheres) ultrapassar o volume morto, junto com o PIB, furando o assoalho da casa. “Tantos companheiros presos acabam deixando as passeatas vazias…” – lamentou Furisvaldo Garfovsky, da ONG Faqueiros sem limites, que luta por um mundo melhor e fatura uns pixulecos do governo.

Furisvaldo publicou vídeo ameaçando defender Dilma usando um garfo, caso a lei no Brasil volte a ser respeitada e os tribunais reconheçam que a eleição foi financiada com dinheiro sujo. Um telefonema anônimo levou a polícia até a residência (foto) do militante e encontrou indícios de que ele planejava atacar o Pixuleco, candidato de alta envergadura – a despeito de ser um boneco – mas, já está em plena campanha presidencial 2018, visitando as capitais do país.

Juiz Sérvio Mouro está muito próximo de pegar o número um da operação Lava-Jato, também conhecido como Brahma, e isso tem tirado o sono de 5% da população, da classe trabalhadora. Furisvaldo teme perder a sua boquinha no governo e disse que lutará até o fim:

– Se proibirem o garfo, eu a defenderei com coador de café, e não me responsabilizo pelo o que farei com ele… – avisou no vídeo.

Com a proibição da faca para uso em roubos e assaltos, a bandidagem tem procurado trabalhar com garfos. Desde o início do ano, o Estatuto do Menor Assaltante (EMA) proíbe a utilização de facas ou armas brancas na atividade de “roubo com intenção de justiça social e resgate histórico”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s