Brahma é convidado para participar de “amigo oculto” na Odeiobrecht

lulaodebre

BRASÍLIA – Executivos da Odeiobrecht farão “amigo oculto” de fim-de-ano e convidaram o palestrante Brahma da Silva, que hoje defende a classe trabalhadora do alto de uma de suas coberturas. Investigado pela Lava-Jato, Brahma rebateu as críticas:

– Não é verdade que moro em coberturas. Nem gosto dessa palavra “moro”. Vez em quando vou para o meu sítio. Meu não… De um amigo meu.

No amigo oculto do ano passado, Brahma ganhou O Capital, de Karl Marx, mas ainda não conseguiu aprender a ler, mas promete que será alfabetizado em 2018:

– Demora um pouco. É pelo método Paulo Freire…

Advogados do palestrante socialista entrarão com recurso contra a Lava-Jato alegando que “amigo” é apenas uma referência ao ritual de confraternização de fim-de-ano, em que amigos se presenteiam após pegarem papeizinhos numa sacola com o nome de alguém.

 

Sarney ameaça contar tudo, desde a época de D. João VI

sarneyy

SÃO LUÍS – O ex-presidente Josef Sarney foi citado na Lava-Jato, e seu advogado deu a entender que, se ele contar o que sabe, nem D. João VI escapará.

Procuradores têm provas de que Sarney foi office-boy na primeira agência do Banco do Brasil, criação de D. João VI, mas suspeitam que ele possa ser mais antigo:

– Temos indícios de que Sarney ganhou como sesmaria as terras do Maranhão. Estamos verificando – comentou Deltangnoll.

 

Mulher de Cabral é cotada para gravar A Senhora dos Anéis

gangue

PARIS – O ator Wagner Moita recusou o papel de Sérgio Moro, mas a mulher do ex-governador Pedro Sérgio Álvares Cabral deve estrear no longa-metragem A Senhora dos Anéis – filme que narra as peripécias de Cabral em Paris com a gangue do Cavenfish.

O filme está cotado para ganhar o Oscar de Maior Cara-de-Pau (Wood Face Premium) de todos os tempos. A gangue, que ficou conhecida como The Guardanape Gang (foto), é investigada pelo desvio de mais de 1 bilhão de reais em transações e contratos com o estado do Rio de Janeiro.

Adryana Cabral atuará mostrando o anel que ganhou de Cavenfish, que custou a bagatela de 800 mil reais.

 

Instituto Brahma quer FH como testemunha, mas a culpa é do FHC

instlula

SÃO PAULO – Advogados do presidente do Instituto Brahma, Paulo Kawazzaki, arrolaram como testemunha o ex-presidente Ferdinando Henrico Caridoso, num processo a que responde. Mas, Paulo completa: “tudo culpa do FHC”.

Segundo a Polícia Fenomenal (PF), a Ordem Aristocrática Socialista (OAS) pagou durante cinco anos, entre 2011 e 2016, 21,5 mil de reais por mês para guardar o acervo do ex-presidente Luis Ignorácio Brahma da Silvia, na Granero. Brahma diz que não sabia de nada. Ferdinando Henrico declarou recentemente que o seu candidato para 2018 é Brahma.

No acervo, entre outras coisas, foram encontradas mais de mil garrafas de Velho Barreiro vazias.

 

Depois do Escola sem Partido, desocupados querem Partido sem Escola

escolapar

CURITIBA – “Temos que desconstruir a tabuada. Um mais um não é dois. Isso é uma herança da educação burguesa!” – declarou o líder dos desocupados, que esqueceu o seu próprio nome.

Os desocupados confirmaram a realização de oficinas durante o movimento: “fizemos um brechó para vender a roupa do corpo” – disse N.B.V., aluna repetente há cinco anos e que não tem medo de mostrar as celulites. Em assembleia com trinta alunos foi decidido que a tabuada deve ser revista no país, assim como as demais leis científicas.

Um parecer da assembleia pede que os partidos políticos não recebam mais filiação de quem frequenta escolas para compensar as escolas que se recusam a virar partidos.

 

Com a prisão de Cunha, militantes petistas não sabem onde enfiar a cabeça

militantesnaosabemg

RIO DE JANEURA – Eles não se cansaram de dizer que o juiz Sérgio Moro perseguia o PT. Com a prisão de Cunha, grande número de militantes – os que ainda restaram – correu essa tarde às praias (foto) para enfiar suas cabeças na areia.

Agora aguardam a prisão do chefe da quadrilha que assaltou os cofres da República como nunca visto antes em toda a história do país, quiçá do mundo. O herói da classe trabalhadora e palestrante milionário de empreiteiras – Louis Ignorácio Brahma da Silvia – já pensa em pedir asilo político.

A defesa de Brahma solicitou à justiça direito à visita íntima para Brahma, e a militância já se cotiza para comprar uma cabrita.

 

Facções criminosas processarão quem xingar bandido de “petista”

bandidosss

RIO DE JANEURA – Cansadas de serem chamadas de “petistas”, organizações criminosas entrarão na justiça para processar os caluniadores. “Nós somos ladrões, mas não traidores da República” – comentou J.F.C, líder do movimento, no site “arrastão.com”.

Inspiradas na possibilidade de as FARC entrarem para a política, as principais facções do tráfico no Brasil ensaiam pedir um acordo de paz com a sociedade civil – desde que possam fundar um partido político:

– Guerrilheiros, terroristas, assaltantes de banco e sequestradores fundaram o PT. Por que nós não podemos. Yes, we can! – comentou J.F.C. a jornalistas, em entrevista coletiva.

As facções já possuem até sugestões de nomes para o novo partido:

– Partido das Vítimas da Sociedade (PVS) ou Frente Ampla da Bandidagem Boazinha (FABABO), ainda não sabemos. Faremos eleições em nossos diretórios regionais para escolhermos um nome.